P2020: Projeto Formação Ação para PME – 2017/2018
P2020: Projeto Formação Ação para PME – 2019/2021
P2020: Projeto Formação Ação para PME – 2017/2018
    • PROJETO FORMAÇÃO AÇÃO PARA PME (2017/2018)

       

      Projeto Nº.: POCI-03-3560-FSE-000402 DESPESA ELEGÍVEL APROVADA: 584 527,25 €

      Aviso Nº.: 7/SI/2016  SISTEMA DE INCENTIVOS – PROJETOS CONJUNTOS – FORMAÇÃO-AÇÃO

      Programa Operacional: POCI – PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

      Designação:  PROJETO FORMAÇÃO ACÇÃO PARA PME (2017/2018)

       

      Objetivo: O projeto tem como objetivo promover a qualificação das empresas do sector metalúrgico e eletromecânico, através do fortalecimento das competências dos empresários e seus colaboradores, que lhes permitam encetar processos de mudança e inovação, nas áreas da Organização/Gestão e Internacionalização. A intervenção assenta numa metodologia de formação-ação, alternando momentos de formação e de consultadoria em contexto organizacional.

       

      PLANO DE AÇÃO

      Embora o Plano de Intervenção esteja previamente definido, fixando um padrão para a duração das intervenções de formação e consultadoria, as ações a implementar serão adequadas aos problemas e oportunidades identificadas no diagnóstico individual de cada PME.

      O Plano assenta na seguinte estrutura:

      – Irá abranger as áreas de Organização/Gestão e Internacionalização para responder às necessidades de natureza coletiva de um leque abrangente de empresas;

      – Em cada PME será realizado um diagnóstico que sustenta um plano de ação e, no final da intervenção, um relatório de avaliação dos resultados alcançados;

      – O diagnóstico e o plano de ação serão desenvolvidos em estreita articulação entre a gestão de topo, o grupo de colaboradores por esta designada e a equipa de formadores e consultores no terreno;

      – A componente de formação teórica contempla a realização de workshops interempresa nas áreas de intervenção por forma a potenciar a troca de experiências e enriquecer o processo formativo.

      O projeto vai apoiar 34 PME, 22 empresas na área temática Organização e Gestão e as restantes e 12 na temática de Internacionalização.

P2020: Projeto Formação Ação para PME – 2019/2021

Designação do projeto: Formação-Ação para PME – MOVE PME – Modernizar, Otimizar, Valorizar Empresas

Código do projeto: POCI – 03-3569-FSE-000601

Objetivo principal: Intensificar a formação dos empresários e gestores para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão, assim como dos trabalhadores das empresas

Região de intervenção: NUTS II Norte, Centro e Alentejo

 

OBJECTIVOS

  • Aumento da qualificação específica dos trabalhadores em domínios relevantes para a estratégia de inovação, internacionalização e modernização das Empresas;

  • Aumento das capacidades de gestão das Empresas para encetar processos de mudança e inovação;

  • Promoção de ações de dinamização e sensibilização para a mudança e intercâmbio de boas práticas.

     

ATIVIDADES A DESENVOLVER

Tendo como base as temáticas de Organização e Gestão e Internacionalização pretende-se incrementar as competências dos Empresários, Gestores e Colaboradores em domínios relevantes para a estratégia de inovação, internacionalização e produtividade das Empresas, bem como as capacidades de gestão para encetar processos de mudança e inovação.

O Projeto recorre à metodologia de Formação-Ação com a realização, para cada PME a intervencionar, de um diagnóstico, implementação do Plano de Ação e um relatório com a avaliação de todo o processo formativo. Esta metodologia integra duas componentes:

  • Consultadoria formativa a realizar nas Empresas, com a participação do Empresário e elementos da sua equipa responsáveis pela mudança, com intervenções presenciais do Consultor, aplicando diversas ferramentas de gestão;

  • Formação teórica nas áreas de intervenção do projeto de acordo com as metodologias e ferramentas aprovadas pela DGERT.

Embora o Plano de Intervenção tenha ficado previamente definido no AAC nº 09/SI/2019, fixando um padrão para a duração das intervenções de formação e consultadoria, as ações a implementar serão adequadas aos problemas e oportunidades identificadas no diagnóstico individual, particularmente na vertente de consultadoria formativa, complementada com ações de formação específicas, a realizar na modalidade intraempresa (exceção para as microempresas).

De forma transversal, serão ainda identificadas necessidades formativas comuns que darão lugar à definição de percursos formativos a realizar na modalidade interempresa, adequando os conteúdos e as durações ao perfil dos destinatários, respeitando o pressuposto inerente aos projetos conjuntos. Assim, o modelo prevê uma abordagem coletiva ao nível das Empresas participantes, promovendo experiências de partilha e impulsionando a implementação de boas práticas, não obstante as intervenções de carater individual preconizadas nos respetivos Planos de Ação.

 

RESULTADOS ESPERADOS

Os resultados do projeto serão avaliados pelo impacto ao nível individual (Formandos) e coletivo (Empresa), de acordo com os seguintes indicadores:

  • Nº de formandos que se considerem mais aptos para a inovação e gestão, em relação ao número total de trabalhadores da Empresa, sendo fixada uma meta de 85%.

  • Percentagem de PME intervencionadas que implementem processos de mudança organizacional, cuja meta fixada é de 80%.