QREN – COMPETE – SIAC

/QREN – COMPETE – SIAC
QREN – COMPETE – SIAC 2018-02-08T09:45:29+00:00

PROJETO IREAM III

INFORMAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DE EMPRESAS DA METALOMECÂNICA

AAC/Convite: 02/SIAC/2012 Projeto Nº 32933

Início: 01/02/2013 Fim: 30/06/2015

O projeto IREAM III – INFORMAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DE EMPRESAS DA METALOMECÂNICA, é um projeto privado, promovido pela ANEME, associação privada sem fins lucrativos, que se localiza e desenvolve a sua actividade nas regiões de convergência do SIAC e tem competências próprias no Domínio de intervenção.

O IREAM III vem, numa linha de continuidade evolutiva, consolidar e reforçar as ações desenvolvidas em projetos anteriores, nomeadamente no IREAM II e no IREAM (desenvolvido em co-promoção com a AIDA).

O presente projeto, enquadrado no Aviso para Apresentação de Candidaturas nº02/SIAC/2012, diz respeito ao Regulamente do Sistema de Apoio a Ações Coletivas (SIAC) e integra um conjunto de atividades, que vêm, deste modo, dar resposta ao domínio de intervenção Informação orientada para PME e representação dos interesses empresarias em organismos internacionais, nomeadamente:

a) Informação de Gestão Orientada para PME: produção de Meios de Informação; aquisição de informação e atividades de informação e sensibilização

b) Representação em Organizações Comunitárias e Internacionais: participação nas actividades de organizações, internacionais, promoção de iniciativas de organizações internacionais no país e produção de materiais de divulgação do setor e das empresas junto daquelas organizações.

Em termos gerais o IREAM III tem como objetivos:

1) Criar, desenvolver e melhorar um conjunto de instrumentos comuns (ajustados às reais necessidades das PME,s) de suporte às actividades económicas internacionais do tecido empresarial da área de abrangência da associação

2) Incrementar as competências e a capacidade empresarial, disponibilizando todo um conjunto de ferramentas informativas que permitam às empresas, de uma forma sistematizada organizada e estruturada, melhor abordarem o mercado quer a nível interno quer internacional;

3) Garantir o acesso à informação e à representação das PME com vista à melhoria da competitividade empresarial;

4) Apostar na informação e representação das PME através da participação em organismos internacionais relevantes do ponto de vista setorial e de mercado, desenvolvendo ações de sensibilização, de promoção e de divulgação de setor, fomentando acções de informação e de promoção comercial em mercados estrangeiros, a inovação, a cooperação, o desenvolvimento tecnológico e a qualificação dos recursos humanos estratégias, entre outros, que concorram para o aumento da competitividade das empresas alvo do projeto.

Assim, face aos objetivos definidos para este projeto importa realçar que a sua concretização se articula com os objetivos e prioridades do SIAC, na medida em que as atividades de informação e representação a desenvolver, pelas duas associações, encontram-se alinhadas com as áreas de intervenção propostas por este sistema de Incentivos.

O projecto irá ser desenvolvido nas Regiões de Convergência, nomeadamente na NUTS II do Norte e Centro e Alentejo.

É nosso objetivo proporcionar às empresas, por uma lado, um conjunto de informação que, de forma articulada e concertada num plano de ação comum, promovam, no mercado internacional, os seus produtos e tecnologias, através da adopção de novas práticas de atuação e de estratégias assentes no conhecimento, conhecimento esse gerado pela transmissão, aquisição e tratamento da informação, e por outro dotar a associação, enquanto entidade responsáveis pela transmissão dessa informação, com ferramentas informativas que permitam que o conhecimento adquirido transite para as empresas.

ATIVIDADES

A relação entre os meios de comunicação e a informação orientada para as PME, proporciona um desafio que passa pelo recurso a meios alternativos de divulgação que, no âmbito do presente projecto, passam por:

a) Produção de Meios de Informação

Nesta área as actividades a desenvolver pela ANEME são as seguintes:

•Publicação mensal do Boletim informativo ANEME

•Publicação semanal (Informação em papel e por email) de informação jurídica, económica, fiscal, técnica e comercial de interesse para o setor.

•Publicação mensal do Barómetro do Setor

•Elaboração e publicação de uma monografia sobre o mercado do Peru

•Elaboração e publicação de um estudo de oportunidades para o setor no mercado do Chile

•Coletânea de Legislação Laboral

b) Aquisição de Informação

De forma a dar resposta às inúmeras necessidades de informação, nas mais variadas áreas, é fundamental uma atualização permanente dos vários instrumentos de apoio através, nomeadamente, da aquisição quer de documentação de apoio às atividades económicas quer de Bases de Dados ou de outras ferramentas consideradas essenciais ao incremento da competitividade pela via da informação.

c) Atividades de Informação e sensibilização

Face à atividade empresarial e às dificuldades apresentadas pelos empresários em matéria de informação, torna-se evidente a necessidade de prestar um apoio, mais interventivo, junto do tecido empresarial, com vista ao desenvolvimento de novas competências que potenciem a tomada de decisões estratégicas fundamentais à maior competitividade das empresas alvo do presente projeto.

Neste sentido a ANEME tendo em vista apoiar o tecido empresarial no intuito de incrementar os fatores materiais e imateriais da competitividade irá organizar os Seminários nas seguintes áreas: júridico/laboral; informação económica e fiscal; técnica e tecnológica e mercados.

Com o objetivo de desenvolver e reforçar os fatores estratégicos de competitividade e lobby a nível internacional, nomeadamente através da participação em organizações associativas comunitárias e internacionais, e do desenvolvimento e manutenção de relações institucionais com Países estratégicos em termos de internacionalização, estão previstas no âmbito do presente projeto, as seguintes ações:

•Participação no VIII Encontro Empresarial de Negócios na Língua Portuguesa, a realizar no Brasil, Salvador da Bahia, no primeiro semestre de 2014.

•Participação e representação em organismos Internacionais: ORGALIME, CEEMET, CEMA, FEM e CE –CPLP.

•Edição do Anuário da Metalurgia e Eletromecânica 2014 por forma a apresentar e divulgar o do setor e das respetivas empresas com caráter periódico, tendo em vista uma melhor integração das empresas a nível global e o fomento da cooperação nas suas várias vertentes e dos negócios inter-empresarias no espaço internacional.

•Participação/Visitas a Feiras Internacionais (Feira FACIM em Moçambique e Feira FIC em Cabo Verde).

SIGAME 3 – COOPERAR E INTERNACIONALIZAR NA CPLP

       AAC/Convite: 02/SIAC/2012 Projecto Nº 39029

Início: 01/01/2014 Fim: 30/06/2015

Objetivos

O projeto SIGAME – Cooperar e internacionalizar na CPLP, pretende dar continuidade aos anteriores projetos, SIGAME – Aveiro e SIGAME 2 – Internacionalizar+, que tiveram como objetivo a criação de redes de suporte interinstitucionais e intersetoriais para o fomento das relações comerciais entre as PMEs portuguesas dos setores da Metalúrgica e Eletromecânica e da Indústria de Cerâmica das regiões do Baixo Vouga e entre o Douro e Vouga e da região Oeste e os mercados dos Países de Língua oficial portuguesa, especificamente: Angola, Brasil – Ceará, Cabo Verde, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Este projecto visa alcançar uma maior abrangência, quer na parte setorial quer geográfica dos mercados-alvo, através de atividades e ações que pretendem incrementar uma estratégia inovadora de cooperação interempresarial e intersetorial, através da criação de redes de suporte em todos os 8 Países membros da CPLP.

Objetivos Estratégicos:

  •  A operacionalização de Redes de Suporte Interinstitucionais e a plataforma de suporte, visando a facilitação do estabelecimento de parcerias comerciais com os Países alvo;
  • O alargamento do projeto a todos os 8 Países estados-membro da CPLP através da inclusão de dois novos Países: Guiné-Bissau e Timor-Leste;
  • O aumento da abrangência setorial do Projecto SIGAME possibilitando, desta forma, uma maior visibilidade das atividades económicas das regiões alvo Portuguesas – Baixo Vouga e Entre o Douro e Vouga e Oeste;
  • A atuação a jusante das parcerias através da disponibilização de informação logística e jurídica – condições legais de acesso e informação económica – para cada um dos mercados-alvo;
  • Melhoria da plataforma tecnológica disponibilizada, através do upgrade das funcionalidades existentes e criação de novas ferramentas;
  • A demonstração e disseminação do projeto, as suas mais-valias, os objectivos, os resultados e as atividades, através de campanhas personalizadas, de acordo com o target previsto, sejam de âmbito nacional ou internacional.

Visando a concretização dos objectivos acima referidos serão desenvolvidas 6 grandes grupos de actividades, a saber:

Atividade 1 – Integração de dois novos mercados alvo: Guiné Bissau e Timor Leste

Ações:

1.1 Criação das RSCE – Redes de Suporte à Cooperação Empresarial – na Guiné Bissau e Timor Leste

1.2 Recolha e sistematização de informação de conteúdos técnicos, jurídicos, institucionais e empresariais da Guiné Bissau e Timor Leste

Atividade 2 – Alargamento das acções de cooperação a outros sectores de actividade.

Ações:

2.1. Disponibilização de informação sobre indicadores dos sectores mais representativos em cada um dos 8 países

2.2. Identificação de empresas nos mercados-alvo de novos sectores a abordar

Atividade 3 – Disponibilização de informação logística sobre cada um dos mercados alvo de exportação

Ações:

3.1. Elaboração de um guia orientativo

3.2. Caracterização dos principais parques industriais

Atividade 4 – Upgrade e manutenção do sistema SIGAME

Ações:

4.1 Upgrade, novas funcionalidades e manutenção da plataforma existente

4.2. Sistema de Helpdesk

4.3. Desenvolvimento da versão mobile do SIGAME

Atividade 5 – Divulgação e disseminação do SIGAME – cooperar e internacionalizar na CPLP

Ações:

5.1. Elaboração de um plano de disseminação e objectivos da mesma

5.2. Preparação e realização dos eventos nos países destinatários das exportações portuguesas

5.3. Desenvolvimento do material promocional

5.4. Realização de uma acção de demonstração e divulgação, em cada uma das regiões abrangidas

SIGAME 2 – INTERNACIONALIZAR

       PROJETO Nº 17079/AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 01/SIAC/2010,

                                         SISTEMA DE APOIO A AÇÕES COLETIVAS -SIAC

Início: o1/05/2011 Fim: 30/04/2013

O Projeto SIGAME2 – Internacionalizar+. promovido, em parceria, entre a ANEME – Associação Nacional das Empresas Metalúrgicas e Eletromecânicas e a AIDA – Associação Industrial do Distrito de Aveiro, visa dar continuidade ao projecto SIGAME – Aveiro – Sistema de Informação Georreferenciado de Apoio à Metalurgia e Eletromecânica, já concluído.
Foi aprovado no âmbito do Sistema de Apoio a Ações Coletivas (SIAC), integrado no Programa Operacional Fatores de Competitividade (COMPETE), nos termos do Aviso para apresentação de candidaturas nº 01/SIAC/2010
Os objetivos do presente projeto passam pela operacionalização das Redes de Suporte Institucionais criadas no SIGAME – Aveiro (Angola, Cabo Verde, Moçambique e S. Tomé e Príncipe) e sua disseminação ao estado do Ceará – Brasil, onde será criada mais uma Rede de Suporte à Cooperação Empresarial (RSCE), bem como pela criação de Redes de Cooperação inter-empresariais, que permitam aceder de forma mais eficaz e eficiente aos mercados à frente identificados. Pretende-se, ainda, reforçar a promoção e divulgação das regiões do Baixo Vouga e Entre Douro e Vouga e do setor da Metalurgia e Eletromecânica.. Para o efeito serão desenvolvidas soluções tecnológicas inovadoras que permitam a divulgação destas regiões e setores de atividade, não só junto dos países Africanos identificados e estado do Ceará – Brasil, mas também a nível mundial.
Este projecto insere-se nas EEC, indo de encontro aos objectivos da PRODUTECH – Associação para as Tecnologias de Produção Sustentável, que à semelhança do SIGAME 2 – Internacionalizar+ pretende promover a imagem e valorização das empresas, a cooperação entre as empresas e outras entidades relevantes, a nível nacional ou internacional, bem como a investigação e a troca de ideias e actividades de informação, disseminação e debate.


O projecto SIGAME 2 – INTERNACIONALIZAR+ apresenta quatro grandes objetivos estratégicos:

  • A Operacionalização das Redes de Suporte Inter-institucionais e sua plataforma de suporte, visando a facilitação do estabelecimento de parcerias comerciais com os países alvo;
  • Criação de Redes de Cooperação Empresariais duradouras que produzam soluções com grau de inovação e qualidade, proporcionando às empresas que, em conjunto, aumentem a sua capacidade de internacionalização e/ou crescimento económico;
  • Dar projeção internacional às regiões, sectores alvo e empresas, através de soluções de nova geração combinadas com práticas tradicionais;

Visando a concretização dos objetivos acima referidos serão desenvolvidas 4 grandes grupos de atividades, a saber:

  • Operacionalização das Redes de Suporte à Cooperação Empresarial (RSCE) e Plataforma de Apoio;
  • Criação de Redes de Cooperação inter-empresarial;
  • Promoção das Regiões e Sectores;
  • Divulgação do SIGAME 2 – INTERNACIONALIZAR+.

Estas atividades serão suportadas pela plataforma SIGAME que será a forma de comunicação privilegiada com as empresas, entre os parceiros nacionais e internacionais, meio de disponibilização de informação e serviços de apoio à internacionalização, e permitirá a gestão, atualização e validação da informação recolhida pelas várias entidades ou introduzidas diretamente pelas empresas.

PROJETO GLOBAL PME

APOIO AO PROCESSO DE INTEGRAÇÃO DAS EMPRESAS PORTUGUESAS NO MERCADO DOS CONCURSOS PÚBLICOS INTERNACIONAIS

O Global PME é um projeto privado promovido em parceria entre a ANEME – Associação Nacional das Empresas Metalúrgicas e Eletromecânicas e a AIDA – Associação Industrial do Distrito de Aveiro, que visa dar apoio ao processo de integração das empresas portuguesas no mercado dos concursos públicos internacionais de fornecimento de bens e serviços, integrados nos projetos dos governos dos PVD (Países em Vias de Desenvolvimento), financiados pelas Instituições Financeiras Internacionais (IFI) que apoiam o desenvolvimento económico nestes países.

As entidades que constituem a parceria localizam-se nas Regiões de Convergência, nomeadamente na NUTS II do Norte e Centro, regiões de implementação do projeto. A ANEME, sendo uma associação de âmbito nacional, possui uma delegação em Torres Vedras, que faz parte da NUTS III Oeste (NUTS II do Centro), irá liderar o projeto, que contará com a participação da AIDA, que tem como território de intervenção o Distrito de Aveiro, abrangendo as duas NUTS III Entre Douro e Vouga (região Norte) e o Baixo Vouga (região Centro).

O projeto pretende ser uma resposta a um problema crónico na área da Globalização existente junto das PME em Portugal, enquadrada na sua cada vez maior necessidade de se lançarem no mercado global, alargando horizontes, parcerias e cooperação para outros mercados que não os mercados de língua oficial portuguesa, levando as empresas a cooperar com as suas congéneres internacionais na apresentação de propostas em concursos públicos internacionais.

Assim, o projeto a ser promovido pela ANEME-AIDA pretende criar uma resposta aos problemas comuns das PME portuguesas de não evidenciarem práticas de se aventurarem nos mercados internacionais e, da mesma forma, não evidenciarem práticas de cooperação muito acentuadas entre elas ou entre elas e parceiros internacionais, visando desenvolver um processo que estimulará o fortalecimento de uma estratégia de eficiência coletiva, criando um pólo de competitividade das PME portuguesas no processo de integração no mercado dos projetos das instituições financeiras internacionais e interação com outras empresas internacionais, participando em consórcios e aumentando as valências e capacidades de participação em projetos que isoladamente não teriam possibilidades.

 EMPREENDER + 

Este projeto privado promovido, em parceria, entre a AIDA – Associação Industrial do Distrito de Aveiro e a ANEMM – Associação Nacional das Empresas Metalúrgicas e Eletromecânicas, visa criar um conjunto de ações e dinâmicas, que pela sua natureza permitam:

  • Dinamizar uma atitude empreendedora junto de atuais e futuros empresários, e torná-los sensíveis à necessidade de uma aceitação do risco como algo intrínseco da dinâmica actual da economia global;
  • Sensibilizar os empresários para práticas de gestão orientadas para a criação de valor e diferenciação, através da inovação sistemática em marketing, organização, processos, produtos e serviços, como fatores determinantes na manutenção e reforço da sua competitividade internacional;
  • Desencadear a adoção de práticas de investigação e desenvolvimento, valorização da sua atuação e cooperação em rede e com entidades do SCT, e de proteção através de patentes e outros meios, da propriedade industrial.

Cumulativamente estas ações pretenderão também contribuir para a disseminação de boas práticas de gestão entre os operadores destas fileiras, reforçando a sua capacidade competitiva para dar resposta à exigência dos mercados de consumo.

Face ao exposto, o EMPREENDER+ apresenta os seguintes objetivos operacionais:

  • Sensibilizar empresários para a importância de uma atitude empreendedora e de inovação sistemática nas empresas;
  • Contribuir para o início de processos de internacionalização de novas empresas;
  • Contribuir para a criação de novas empresas e spin-off de empresas existentes;
  • Divulgar boas práticas de gestão no tecido empresarial sobre empreendedorismo, internacionalização e gestão da I&DI;
  • Criar redes de partilha de conhecimento, experiências e cooperação entre empresas;
  • Apoiar PME no processo de transição para adoção de novas práticas de gestão em linha com os objetivos do projeto;
  • Fomentar a partilha de informação e aprendizagem contínuas como uma atitude e necessidade intrínseca no que respeita a sustentabilidade dos negócios.

As ações a realizar, no âmbito deste projeto, terão uma maior incidência no setor da indústria transformadora e em particular no metalúrgico e metalomecânico, onde se incluem a maior parte dos associados da AIDA E ANEMM.

  +SUSTENTABILIDADE +COMPETITIVIDADE

O projeto “+Sustentabilidade +Competitividade” é um projeto privado apresentado em parceria pela AIDA e a ANEMM.
Trata-se de um projeto que procura atuar como uma resposta coletiva a problemas comuns do tecido empresarial das regiões e setores que abrange, pelo que os seus resultados agirão como precursores da competitividade, contribuindo directamente para a inovação (tecnológica e não tecnológica), para a cooperação empresarial, para a eficiência energética e sustentabilidade ambiental, facilitando de forma indireta, simultaneamente, uma maior e melhor presença das empresas nos mercados externos.
Como resultado deste projeto, o tecido empresarial estará em posse de conhecimento sobre os desafios que terá que enfrentar (a curto e médio prazo) no que concerne às questões de eficiência e diversificação energéticas e sustentabilidade ambiental, acerca da importância das mesmas para a sua competitividade, na certeza de que perspectivando e conhecendo as alterações que se registam neste domínio, é possível enquadrar dinâmicas de geração de oportunidades e de atividades de futuro.

Neste projeto, estão contempladas as seguintes ações:

  • Conceção de um inquérito a ser distribuído pelas empresas dos setores e territórios onde a ANEMM e AIDA atuam, realizando-se um posterior tratamento e sistematização da informação recolhida;
  • Definição de uma metodologia passo a passo, para a Eficiência Energética e para a sustentabilidade Ambiental;
  • Desenvolvimento de um relatório/estudo sobre as vantagens competitivas resultantes da incorporação de princípios de Produção Verde (Green Production). Sintetizará também os normativos e documentos de política pública que já caminham nesse sentido e que provocarão impactos, limitações e exigirão adaptações, que as PME necessitarão de ter em consideração como garantia da sua sobrevivência no mercado global;
  • Seminários e workshops de sensibilização, bem como a plataforma a criar, para disseminação dos resultados a nível energético e ambiental;
  • Criação de uma rede de individualidades ligados à actividade empresarial e/ou ensino e investigação, com actividade relevante em termos da incorporação dos princípios da sustentabilidade na indústria;
  • Criação de uma montra das melhores soluções tecnológicas disponíveis no mercado e no Sistema Científico e Tecnológico, com provas dadas tanto no contributo crescente para a eficiência energética na produção industrial, como no contributo crescente para a sustentabilidade ambiental e na redução do impacte da atividade industrial no meio ambiente.

  

PROJETO IREAM 

INFORMAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DE EMPRESAS DE AVEIRO E DA METALOMECÂNICA

AAC/Convite: 01/SIAC/2008

Início: 01/0/2009 Fim: 31/03/2011

A AIDA – Associação Industrial do Distrito de Aveiro e a ANEMM – Associação Nacional das Empresas Metalúrgicas e Eletromecânicas apresentaram, em parceria, um projeto aprovado pelo COMPET – Programa Operacional Fatores de Competitividade, ao abrigo do SIAC- Sistema de Incentivos às Ações Coletivas e que tem como principal objetivo a conjugação de energias associativas no sentido de darem continuidade a uma estratégia informativa descentralizada e consentânea com os interesses e necessidades das empresas nacionais.

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

Constituem objetivos do projecto:

• Garantir o acesso à informação e á representação das PME com vista à melhoria da competitividade empresarial;

• Aposta na informação e representação das PME através de atividades de promoção e divulgação de setores com relevância para a economia nacional, incluindo ferramentas de diagnóstico e de avaliação de empresas, bem como estudos de novos mercados, tecnologias e oportunidades de inovação fomentando ações de informação e de promoção comercial em mercados estrangeiros, através da dinamização das exportações, assentes em estratégias que visem o aumento da produtividade e competitividade das PME nos mercados internacionais.

SISTEMAS DE INCENTIVO E MONTANTES DE INVESTIMENTO

Este projeto foi apresentado pelos parceiros ANEMM e AIDA no âmbito do Sistema de Apoio a Ações Coletivas (SIAC), integrado no Programa Operacional Fatores de Competitividade (COMPETE), nos termos do Aviso para apresentação de candidaturas nº 1/SIAC/2008.

O montante de investimento Global é de 720.007,05€, sendo o apoio atribuído sobre a modalidade financiamento não reembolsável à taxa média de 70%, ou seja 466.655,00€.

Objetivos:

Produção de meios de informação, aquisição de informação, e promoção de atividades de informação, visando disponibilizar às empresas todo um conjunto de informação técnica, económica, jurídica, laboral, comercial, fiscal e informativa, que lhes permita acompanhar não só toda a evolução legislativa a nível nacional e comunitário, mas também um seu melhor posicionamento face aos mercados externos (informação comercial).

2. 1 – Estudo de Caraterização das Empresas Industriais de S. Tomé

Objetivos: Realização de um estudo de caraterização das empresas industriais e de S. Tomé e Príncipe (caraterização sobre a perspetiva financeira; comercial; recursos humanos, instalações caraterização do setor produtivo e cooperação).

2. 2 – Estudo diagnóstico sobre oportunidades de negócio nos países de língua portuguesa

Objetivos: Realização de um estudo que visa a identificação das principais oportunidades de negócio nos países de Língua Oficial Portuguesa presentes (identificação dos setores industriais de Aveiro e avaliação do seu potencial de internacionalização; identificação de oportunidades nos mercados de Língua Oficial Portuguesa; definição de estratégias genéricas de Internacionalização)

Objetivos:  

Desenvolver os fatores estratégicos de competitividade e lobby a nível comunitário, através da participação em organizações associativas comunitárias e internacionais.

• Publicação semanal de Informações Jurídicas, Económicas, Técnicas, Comerciais, etc.

• Publicação mensal de um Boletim Informativo

• Publicação de Informações sobre os mercados de Guiné Equatorial e Costa do Marfim

• Aquisição de documentação técnica

• Manutenção da qualidade de Correspondente do IPQ – Instituto Português da Qualidade

• Manutenção da qualidade de representante da FEM em Portugal, no que se refere a Normas Técnicas

• Manutenção da qualidade de sócio-correspondente do IPQ – Instituto Português da Qualidade

• Realização de Seminários sobre a Costa do Marfim e a Guiné Equatorial

• Apresentação do Estudo do Levantamento e Caraterização das Empresas Angolanas do Sector Metalúrgico e Electromecânico

• Apresentação do Estudo de Caraterização das Empresas Industriais de S. Tomé e  Príncipe

• Publicação, trimestral, da revista Informativa InfoAIDA;

• Aquisição de documentação técnica;

• Publicação de informação sobre os mercados de Angola, Moçambique, Cabo Verde e S. Tomé e Príncipe;

• Realização de Seminários sobre os mercados de Angola, Moçambique, Cabo Verde e S. Tomé e Príncipe;

• Realização de 2 Seminários sobre Inovação tecnológica e a sua importância ao nível da competitividade empresarial;

• Realização de 2 Seminários sobre fontes/formas de financiamento à actividade empresarial

• Aquisição de uma Base de Dados do Distrito de Aveiro de empresas exportadoras e importadoras;

• Manutenção da qualidade de sócio-correspondente do IPQ – Instituto Português da Qualidade

• Realização de 2 seminários internacionais em articulação com a CEEMET (Seminário sobre Flexibilização e Mercado de Trabalho) e com a ORGALIME (A Competitividade das Empresas na União Europeia) e da realização do Congresso da ORGALIME em 2010.

• Participação no V Encontro de Negócios em Língua Portuguesa

Pretende-se que no final do projeto as empresas utilizem e adoptem os mecanismos de informação disponibilizados, utilizando-os como instrumentos de apoio na tomada de decisões estratégicas que se venham a traduzir em maiores níveis de produtividade e competitividade, garantindo um acesso equitativo à informação e à representação das PME com vista à melhoria da sua competitividade.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.